Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Top-5 do Japão

  Fazer uma lista das melhores coisas a fazer num país como o Japão é tão ingrato que nem sequer devia ser possível. O país oferece muito de tudo um pouco e quase conseguíamos fazer inúmeros top-10 de coisas que gostaríamos de ter visitado mas que tiveram de ser adiadas para uma futura visita (vai acontecer, é uma questão de tempo). Depois de muitas indecisões, chegámos a esta lista. Pode ser que ajude.   1. Visitar o Museu da Paz em Hiroshima Não é a atividade mais (...)

Comer até rebentar no Mercado Nishiki em Quioto

Há várias formas interessantes de passar um bom par de horas em Quioto, mas talvez nenhuma seja melhor (e, certamente, não há nenhuma mais gulosa) do que percorrer a azáfama do Mercado Nishiki e seguir os cheiros e sons até às maravilhas culinárias daquela cidade japonesa. Depois de termos acordado muito antes daquilo que normalmente faríamos para bater as multidões nalguns dos mais emblemáticos locais de Quioto (e de ter valido muito a pena - link (...)

Guia de dois dias em Quioto para madrugadores

Conjuga o moderno com o antigo de forma impressionante e é uma das cidades imperdíveis do Japão. Tem boa comida, uma excelente vibração, muitos templos e… espaços que imploram por ser visitados praticamente de madrugada. Pode custar, mas compensa fugir às multidões.   Dia 1 – Fusihimi Inari e o lado clássico da cidade Como é que se dão com o jet lag na Ásia? Se são daquelas pessoas que acordam a meio da madrugada com fome e não conseguem voltar a dormir, Quioto é a (...)

Perseguir o Mundial de Râguebi até ao Japão

O Japão não estava na nossa lista de prioridades no momento em que decidimos fazer a viagem. Aliás, no primeiro momento, logo em 2015, o nosso objetivo não foi necessariamente visitar este país mas sim acompanhar o Mundial de Râguebi. Ainda tínhamos quatro anos de espera pela frente, mas a ideia cresceu e concretizou-se logo no início de 2018 quando garantimos bilhetes para dois jogos em Sapporo. Faltava mais de ano e meio para a viagem (em setembro de 2019), por isso tivemos todo (...)