Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

atlas de bolso

travel blog

Seg | 19.08.19

Top-5 de Praga

A capital da República Checa – ou Chéquia, como é correto dizer atualmente, embora demore a entranhar – é, muito provavelmente, uma das cidades europeias que mais vale a pena visitar, fora do eixo Londres-Roma-Paris. Pode não ter a mesma fama mas, acreditem em nós, o proveito não falta. Esta é a nossa lista de atividades imperdíveis.

 

1. Praça da Cidade Velha

Praça encanta dos mais velhos aos mais jovens

O relógio astronómico garante diversão, dos miúdos aos mais graúdos. A expetativa por cada hora certa cresce e percebe-se perfeitamente a dinâmica que a antecede. Mas a praça é muito mais do que isso: é um centro de atividade, com muitas esplanadas, uma fábrica de cristal e… múltiplas oportunidades para fazer people-watching.

 

2. A Ponte Carlos (Karluv Most) e a zona circundante

Selfie da praxe

É como se fosse uma Rua Augusta numa ponte. Dá para comprar de tudo, há estátuas dos dois lados que provocam o entusiasmo de centenas de turistas e, mais importante (pelo menos para nós), vistas de encantar, desde a Torre de Petrín ao Castelo de Praga.

 

3. A vista da Torre de Petrín

Uma vista de tirar o fôlego

As vistas de Praga são verdadeiramente sensacionais – as nossas fotografias, já com cinco anos e tiradas com uma máquina que alcançou a merecida reforma, não lhe fazem jus. O nosso conselho é que subam a Torre de Petrín – a Eiffel de Praga – perto da hora do pôr-do-sol e absorvam o ambiente da cidade. Dá para ver tudo, do Castelo aos principais pontos de interesse na outra margem.

 

4. Museu do Comunismo

A influência de Estaline na Cortina de Ferro é incontornável

Pedimos desculpa mas não conseguimos escapar a museus que contem a história – sobretudo a recente – de um sítio. Em Praga, é impossível fugir às marcas do comunismo num país que era, até há relativamente pouco tempo, conhecido por Checoslováquia.

 

5. Um passeio na Praça Venceslau

Vale imagens repetidas?

Talvez seja uma espécie de Avenida dos Aliados de Praga. Está ligada diretamente a manifestações históricas – talvez seja curioso passar por lá apenas depois de uma visita ao Museu do Comunismo – e é um local perfeito para entrar um pouco no ritmo de azáfama total dos locais.