Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

atlas de bolso

travel blog

Ter | 02.04.19

Um pulinho ao Báltico para ver Riga e Tallinn

Uma vista sobre Tallinn

O problema de ter começado a escrever sobre viagens com cinco anos de atraso é que algumas memórias ficam pelo caminho. Nada de relevante, claro - as marcantes ficam, como o almoço que fizemos no Kompressor (mas isso é para outras conversas). Neste caso, o que se foi é a razão por que fomos parar a Riga e Tallinn num fim-de-semana grande de outubro de 2016.


A hipótese mais provável é que tenha olhado para os voos que saíam de Londres Stansted - para onde podemos voar de forma bem baratucha a partir de Lisboa - e encontrado preços interessantes para estas duas capitais bálticas, em datas porreirinhas. Sempre quis visitar a zona e, um par de anos antes de ir de Estocolmo a Helsínquia, Estónia e Letónia foram as minhas introduções ao Báltico.


Com viagem decidida - íamos voar para Riga no dia 5 e voltar de Tallinn quatro dias depois - foi tempo de nos dedicarmos à melhor parte da viagem. Ai, desculpem, essa é viajar. Adiante.


Decidimos dividir o tempo o mais irmãmente possível: íamos aproveitar um dia e meio em cada uma das cidades, com uma viagem de autocarro de quatro horas pelo meio. Claro que é difícil conhecer uma cidade num dia e meio. Não temos essa intenção. Gostamos de ver as coisas por nós - se só temos um dia, aproveitamos o que temos.

Um traço arquitetónico de Riga

Com o tempo contado, tornou-se fundamental ficar num local central - graças aos santinhos todos, ambas as cidades são muito baratas, e não é preciso rebentar a carteira para o conseguir. Isso também ajuda, claro, a gastar menos dinheiro em transportes - em Riga, por exemplo, só andámos de autocarro para chegar ao hotel, vindos do aeroporto.


Uma coisa a que não prestámos a devida atenção foi ao tempo que faz em Outubro naquelas latitudes. Não pensem que sou totó: vi as temperaturas, e rondavam os 10ºC. Achei que era mais ou menos como um inverno em Lisboa - spoiler alert, não é. Os 10ºC em Tallinn foram dos mais frios que apanhei na vida.


Depois de três dias no Báltico, a vontade de voltar - no verão - nunca mais me largou. Talvez tenha sido isso que me levou a Estocolmo e Helsínquia, e a marcar viagem até São Petersburgo. Mas hei-de voltar ali, à minha estreia.


Voo (ida para Riga, regresso de Tallinn, por pessoa, com escala independente em Londres Stansted): 150 euros (Ryanair)
Alojamento (por noite, para duas pessoas): Riga, 46 euros / Tallinn, 50 euros